sexta-feira, agosto 21, 2009

Muito prazer, meu nome é AIDS!

HORA DO RECREIO A intenção do Ministério da Saúde há de ser boa, eu sei, mas ainda não assimilei a nova campanha contra a disseminação das Doenças Sexualmente Transmissíveis – Muito prazer, sexo sem DST – como uma das melhores ideias. Não entendeu? Calma, eu explico.

Numa situação hipotética, o esquema é o seguinte: você descobre que tem uma DST qualquer e, preocupado com a saúde dos seus possíveis parceiros esporádicos, precisa alertar os sujeitos – para que eles também se tratem. Caso a dificuldade de comunicação exista, o site www.aids.gov.br/muitoprazer oferece modelos de cartõezinhos virtuais (‘bunitinhos’ como o que ilustra esse post) para que ela se estabeleça. 'Simples' assim: via e-mail a pessoa pode descobrir que transou com alguém que tem AIDS ou Sífilis ou Hepatite etc. ou tudo isso junto. Não é o que se pode chamar de agradável, mas...

Tomara que eu esteja errada, porque vejo aí uma terra fértil para o oportunismo: brincadeiras de mau gosto, carona para os vírus de internet (que não se transmitem sexualmente) e coisas mais que, se bobear, Deus duvida.

E vocês, o que acharam da campanha???

Imagem: divulgação.

Pessoas! Não quero parecer 'inxirida' mas... a camisinha faz parte de sua vida sexual? Essa é a nova enquete que vocês podem responder na barra lateral do blog. 100% sinceridade sem medo de ser feliz, ok?! Também dá tempo de votar na: 'qual a sua relação com a homossexualidade?' (debaixo da principal). Obrigada por estarem sempre por aqui. Bom domingo. Boa semana. E todo o bem que vocês merecem.

5 comentários:

Fabiana Correia disse...

Pra mim, isso é o cúmulo. Fala sério né?

-

Isolda, obrigada pelo seu comentário lá no blog. Também acho que isso não vai dar em nada, infelizmente.

Ah, passa lá, tem um sorteio rolando. Quer participar não?

Bjs

Tathy Panziera disse...

Oi Isolda, obrigada pela visita. Gostei do que você escreveu sobre o que eu escrevo, vou te linkar lá!

Quanto a campanha, acho uma ideia feliz, discrição e infeliz, os virus e as piadinhas.

Mas penso assim, pra fazer sexo tem que conhecer beem a pessoa, vai fazer, camisinha, fez, com camisinha ou não, check ups direto, afinal, com saúde não se brinca.

;)

Tathy Panziera disse...

Oi... tem uma coisa pra você no meu blog!

;)

Anderson Santos disse...

Vi sobre essa campanha em algum lugar na TV e fiquei em dúvida se isso seria ou não "interessante".

O assunto "sexo" é meio que um tabu no "oficialismo" e talvez essa seja uma tentativa de quebrá-lo. Mas confesso que seria muito estranho saber que alguém com quem tive relações sexuais pode ter alguma DST.

Acredito que pode gerar uma paranoia incrível, a pessoal vai tentar saber quem tem, mesmo que sempre use camisinha.

Jamylle Bezerra disse...

Já tinha visto a campanha e dessa vez acho que erraram feio!